IT Forum 365
cloud

Adoção de cloud será maciça até 2020; veja como elaborar uma estratégia efetiva

Identificar a combinação correta de nuvem – privada, pública e tradicional – é o primeiro passo; ganhos com eficiência operacional variam de 45% a 87%

Até 2020, 94% das empresas terão solução na nuvem na busca por otimização de custos, aumento da eficiência dos serviços e adoção de inovações em TI. É o que aponta pesquisa da Cisco feita com 340 executivos de tecnologia. Segundo os dados da companhia, os ganhos com relação à eficiência operacional ao adotar cloud computing variam de 45% a 87%, alavancados principalmente pelo tempo de provisionamento de serviços. E as expectativas para esse mercado são altas. Na América Latina, os investimentos chegarão a US$ 2,5 bilhões em 2021.

Mas, para uma adoção apropriada de nuvem, a Cisco alerta que alguns cuidados são necessários, como a combinação certa entre cloud pública e privada. Isso porque concentrar todas as cargas de trabalho em apenas uma delas pode comprometer os negócios, diante da complexidade das operações de TI – com o aumento da adesão de tecnologias disruptivas e que geram muitos dados, como Internet das Coisas (Internet of Things, ou IoT), inteligência artificial e uso de dispositivos móveis pelos colaboradores.

Como começar

O primeiro passo é identificar a combinação correta de cloud – privada, pública e tradicional – que alimente as necessidades de cada aplicativo e serviço da empresa. A nuvem privada é ideal para armazenar dados que possuem requisitos específicos de segurança; já a pública, para trabalhos temporários ou que apresentem grandes variações na demanda. Por outro lado, o armazenamento tradicional é a melhor opção para aplicativos e softwares que não podem ser movidos para uma plataforma em nuvem ou que tenham um perfil de demanda constante e imutável. Para definir a combinação certa, a empresa precisa analisar cada aplicativo – considerando aspectos como custos, desempenho e segurança da informação.

Após decidir pela combinação certa para o negócio, é preciso implementar a estratégia junto ao hardware, serviços e demais áreas da empresa. Deve-se criar um ambiente híbrido, definindo padrões e verificando se as nuvens podem se integrar diretamente aos ambientes já existentes, incluindo as ferramentas de gerenciamento de TI. Por fim, é essencial administrar de forma eficaz a migração de aplicativos e informações. Para isso, é preciso acompanhar os acessos dos usuários e permitir que eles gerenciem, com toda a facilidade possível, os recursos específicos relacionados a sua função na empresa.

Com a combinação híbrida – com nuvem privada, pública e infraestrutura tradicional de TI – as empresas têm mais agilidade e escalabilidade da produção, aumento da produtividade e redução de custos.

Saiba mais:
Multicloud: os segredos para uma adoção bem-sucedida
Transformação digital: tudo que o CIO precisa saber
Segurança da informação: os pilares de uma estratégia eficaz

Imagem: depositphotos

Comentários

Notícias Relacionadas

IT Mídia S.A.

Copyright 2016 IT Mídia S.A. Todos os direitos reservados.